Em 2015, a Prefeitura Municipal de Teresina lançou a Agenda Teresina 2030: A Cidade Desejada. Produto de uma série de discussões com os teresinenses, a Agenda representou um esforço conjunto em direção a um equilíbrio das três dimensões do desenvolvimento sustentável: ambiental, social e econômica. A Agenda Teresina 2030 é portanto uma síntese de experiências e ideias, e foi escrita por muitas mãos. Não é, contudo, um produto acabado, mas uma carta de compromissos aberta a sugestões, conforme as transformações em tendências, ameaças e oportunidades que venham a surgir ao longo dos 15 anos que abrange.

Após o seu lançamento, uma série de acordos globais se sucederam, impondo a necessidade de complementações. Dentre eles, podemos citar o Marco de Sendai para Redução de Riscos e Desastres 2015-2030 (2015), a Agenda de Ação Addis Ababa sobre o Financiamento para o Desenvolvimento (2015), a Agenda 2030 Global para o Desenvolvimento Sustentável (2016) e a Nova Agenda Urbana (2016).

Todos estes acordos são assinados pelos países membros das Organizações das Nações Unidas (ONU), inclusive o Brasil, e posicionam as cidades de todo o mundo como protagonistas no alcance da sustentabilidade e da resiliência à mudança climática, em suas múltiplas dimensões. Nestes marcos, a Prefeitura de Teresina renova o seu compromisso com a sociedade e alinha as ações locais aos acordos globais, incorporando estratégias inovadoras de governo aberto e cidade inteligente no monitoramento
e alcance dos Objetivos do Desenvolvimento Sustentável (ODS). Teresina 2030 se consolida, assim, como um think tank que desenvolve pesquisas, protótipos e metodologias, ao passo que avança soluções de planejamento, projeto e políticas públicas e fundamenta as tomadas de decisão do governo local, em parceria com a iniciativa privada e a sociedade civil.

DOCUMENTOS RELACIONADOS

RELATÓRIO AGENDA TERESINA 2030: Estratégia de governo aberto para construção de uma Teresina Inteligente, Sustentável e Resiliente